Aprosmat

Produtores da região sul de MT recebem orientações sobre novo cadastro de produtor rural de soja

12 de dezembro de 2017 | Notícias

 

indea-aprosmat-alto-garças

O Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea MT), juntamente com a Associação de Produtores de Sementes de Mato Grosso (Aprosmat), realizaram na tarde desta segunda-feira (11/12), em Alto Garças, um encontro com produtores da região sul de Mato Grosso. A iniciativa teve o objetivo de orientar os participantes e esclarecer dúvidas sobre o cadastro de produtor rural de soja. O encontro foi realizado no sindicato rural da cidade.

 

Segundo o engenheiro agrônomo do Indea MT, Edson da Cunha, o cadastro serve como base de dados para o Instituto saber quem são os produtores rurais que estão cultivando a cultura de soja ou algodão, localização da propriedade, qual a quantidade da área e pela legislação mais recente, a fiscalização para saber se o produtor está fazendo as devidas aplicações para controle de pragas nas culturas.

 

Quanto ao período de cadastro, Edson, explicou que cadastro de produtor rural de soja tem início dia 16 de setembro quando é liberado a janela de plantio da cultura no estado e segue até 15 de fevereiro para áreas novas e atualização das áreas já existentes. Para realizar esse procedimento, o interessado pode acessar a página do Indea MT e fazer o cadastro online.

 

“Para essa safra foi implementado um novo sistema e por esse motivo estamos com profissionais nas unidades locais levando suporte a quem necessita.  Também estamos disponíveis na coordenadoria para ajudar pessoas que nos procuram e facilitar o acesso de cada um a esse novo sistema. É importante lembrar que quem fez o cadastro na safra passada precisa fazer novamente”, ressaltou.

 

De acordo com a diretora executiva da Aprosmat, Andréia Bernabé o encontro leva explicação, orientação e conhecimento para os participantes sobre o cadastro do produtor rural de soja. Além de ser uma oportunidade para sanar dúvidas e todos conhecerem quais as vantagens de aderir a esse novo sistema. “Estamos aqui para apoiar e incentivar o produtor a vim a aprender como vai ser esse procedimento”, disse Andrea.

 

Para o presidente do Sindicato Rural de Alto Garças, José Milton Breitenbach, o esclarecimento é uma oportunidade para o produtor tirar dúvidas e conhecer melhor a proposta do novo sistema. “Muitos produtores não tem o conhecimento necessário para realizar esse processo e com essa orientação tudo ficará mais fácil”, frisou o presidente.

 

Já o supervisor técnico de produção de sementes, Fabiano Carlos Ferreira considerou a iniciativa uma ideia muito válida por esclarecer inúmeras dúvidas sobre um sistema obrigatório que deixa de ser feito papel e passa a ser online. “Com o novo sistema as informações sobre cada propriedade e produção podem ser armazenadas com muito mais segurança. E tudo isso facilita o trabalho de ambas as partes, produtor e fiscais”.